“INKING IS MEDITATION IN LIQUID FORM...”

J.H. EVERETT 

Ao longo do meu percurso, a ilustração sempre foi uma das técnicas predilectas - o detalhe, a imaginação e a técnica fascinam-me. Nos últimos anos tenho trabalhado, essencialmente, como designer gráfica e ilustradora e continuo a sentir, com a mesma força e certeza de sempre, que a pintura é indissociável da minha identidade.

Tal como todo o meu trabalho artístico, também a ilustração oscila entre dois pólos: o figurativo/decifrável e o abstracto/subjectivo. São camadas de sentido a serem interpretadas por cada observador, realidades construídas tão iguais ou distantes da sua essência primordial. Mas com mais ou menos cores, maior ou menor complexidade, temáticas mais ou menos mundanas, tudo deriva de um diálogo entre o inconsciente e a realidade visível, numa experiência corporizada por meio de técnicas e materiais. Quando transponho algo para o Outro essa é, indiscutível e indelevelmente, uma parte do meu Eu.